Joelma, 23º Andar

588711.jpg

               Joelma, Vigésimo Terceiro Andar é um filme brasileiro de 1979 dirigido por Clery Cunha e protagonizado por Beth Goulart no papel de Lucimar.

             Baseado em Somos Seis, obra psicografada pelo médium Chico Xavier, Joelma 23º. Andar foi o primeiro filme brasileiro com temática espírita e o único que retratou o trágico incêndio do Edifício Joelma que deixou 191 mortos e mais de 300 feridos no dia 1 de fevereiro de 1974.

Sinopse

               A jovem Lucimar (Beth Goulart) e seu irmão Alfredo trabalham num dos escritórios do edifício, em São Paulo. No incêndio do Joelma, Lucimar morre e Alfredo escapa com vida. Dona Lucinda, a mãe de Lucimar, entra em depressão com a morte da filha. Aconselhada por amigos, ela procura o médium Chico Xavier, em busca de uma mensagem do outro mundo.

A História Real

             No edifício, trabalhavam no banco do prédio, localizado no 23° andar, a processadora de dados Volquimar Carvalho dos Santos (no filme, ela era interpretada como Lucimar), de 21 anos, e seu irmão, Álvaro. Eles eram de uma família espírita.

             Sexta-feira, 1 de fevereiro de 1974, 8h00, Volquimar vai para o trabalho ansiosa, pois ia fazer a inscrição na USP, para fazer ‘Letras’, na segunda. 45 minutos depois, um ar-condicionado no 12° andar entra em curto-circuito, é o primeiro sinal da tragédia. O fogo se alastra por todo o edifício, e muitos morriam queimados ou saltando do prédio. Álvaro sobrevive ao incêndio, mas Volquimar não. Horas depois, Álvaro vai ao IML (Instituto Médico Legal) e encontra o corpo da irmã. Álvaro não tem coragem de contar para a mãe que Volquimar está morta, mas segundo ela, a filha reapareceu.

               Nesses momentos tensos em que Walkyria Farias, mãe de Volquimar, interpretada no filme como Lucinda, sentia, ela vai até a ‘Casa da Prece’, de Chico Xavier, para falar com a filha. Na primeira vez, Volquimar pede para usar o cartão do alfabeto, que a família usava para comunicar com os mortos, e pede para ir no dia 13 de julho. 13 de julho de 74, com o auxílio do avô, escreve a carta e assina 5 vezes para mostrar a autenticidade da mensagem.

            Na véspera da entrevista ao Linha Direta Mistério sobre a maldição do Joelma, Volquimar conversa com a mãe e diz que iria ajudá-la em todas as perguntas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s