Os relacionamentos e a Lei da Atração

download (1)

                   Sempre é complicado vivenciar alguma coisa quando o assunto é relacionamentos, seja namoro, familiar ou qualquer outro, pois relacionamentos não dependem só de nós, mas sim de outra pessoa também, mas sim de outras pessoas.

                  A lei da atração é um pouco diferente no quesito relacionamentos, pois uma pessoa não é como um objeto que você o atrai e pode fazer o que bem entender, pelo contrario, pessoas têm vontades e escolhas. Ninguém é dominado por ninguém como um objeto, é se for, é por escolha, ou por obrigação, mas no interior dela, ela ainda continuará com suas próprias vontades. É como quando uma pessoa fica com outra por medo, ela pode estar com essa pessoa, mas sua mente, seu espírito, estarão em um outro plano.

                     E não digo medo apenas no sentido de que a outra pessoa pode ser perigosa, mas sim os medos em geral, o medo de largar de quem é casado/a para tentar algo novo, o medo de aceitar que os filhos cresceram e que você pode viver sua vida construindo novas possibilidades, o medo de se desgarrar da família para conquistar as coisas sozinho/a, o medo de tentar se aproximar de alguém por conta de traumas passados, o medo de não ter amigos verdadeiros, de acabar sem ninguém…

                   E é isso que por muitas vezes impede os relacionamentos, o medo. Quer dizer, não só os relacionamentos, mas tudo, o medo nos impede de fazer qualquer coisa, de alcançar qualquer meta, qualquer objetivo.

             Mas a lei da atração não falha, ela está ai para nos ajudar também nessas áreas afetivas da vida, não exatamente como nós queríamos, com fulaninho ou sicraninho, mas sim com pessoas e oportunidades bem melhores.

Relacionamentos Familiares:

                    Os relacionamentos familiares são um pouco complicados, pois estes não são de nossa escolha, não são como os da amizade que podemos escolher quem quisermos para serem nossos amigos. Se você nasce em uma família, já faz parte dela, sem poder mudar, sem poder trocá-la por outra.

                     Mas isso não quer dizer que ela é perfeita, nem que você é obrigado/a a ser como os seus parentes. Você precisa ser, apenas o que você quiser ser.

                  Pessoas vivem infelizes em seus lares só porque acham que família é eterna, nada disso, família não é apenas de sangue, mas sim de amor, e se você não está satisfeito/a nela, saia. Não pense duas vezes, não fique com remorso ou duvidas, abra a porta e parta para o que você deseja. Você não será uma pessoa ruim por isso, não será uma pessoa que abandonou o lar, mas sim uma pessoa corajosa, uma pessoa que tomou coragem para ter suas próprias escolhas, sua própria vida.

                       E cá para nós, todos sabem que algumas famílias podem ser bem horríveis. E isso não é culpa delas, muito menos sua, mas a opção de continuar sofrendo em meio a ela é sua escolha sim. Não adianta se queixar, chorar, gritar para o mundo, não depende de você se seus parentes vão mudar, mas sim deles, mas depende de você se você vai mudar, então mude, parta desse lar, dessa família que não te faz bem e se aventure, você tem o universo ao seu favor.

                   Isso também serve nos relacionamentos amigáveis, nos relacionamentos de amizade… Não fique com amigos que te fazem mal, que te colocam para baixo, que não enxergam suas qualidades, que te prejudicam ou te exploram, fique só com o que te faz bem.

Relacionamentos Amorosos:

                       “O mundo de hoje… Cheio de falta de amor e infidelidade”. Quem nunca ouviu frases desse tipo? Eu já.

                 E porque essas frases continuam sendo ditas? Realmente não sei. O que sei, é que isso é mentira, pois sempre existiu e existirá pessoas de diferentes tipos. Ok que com o tempo e dependendo da sociedade, as coisas mudam um pouco, mas existe uma coisa que não muda, o caráter. Então não é o tempo, não são as raças, as cores, o sexo, mas sim a PESSOA. E sabendo disso, escolha a melhor para você. Sem prejulgamentos.

                   Nós temos uma coisa que se chama ego, e por isso é tão doloroso uma traição, é tao doloroso ficar sozinho/a, é tão doloroso isso ou aquilo, não realmente porque é doloroso em si, mas sim porque ficamos envergonhados com o que a sociedade vai dizer, mas sim porque ficamos frustrados.

                   Ficamos com o ego abalador por todo mundo namorar e nós não, ficamos com o ego abalado de termos sidos traídos, ficamos com o ego abalado de sermos enganados… As vezes nem gostamos tanto da pessoa, e tanto faz a vermos com outra, mas se formos traídos, o ego faz com que fiquemos loucos/as, faz toda a situação piorar. E é só isso que enviamos ao universo, dor, decepção, ego. E quanto mais enviamos isso, mais recebemos. Por isso nenhum namoro da certo, por isso você sempre é enganado/a, por isso sempre atrai quem não quer, que se apaixona pelas pessoas erradas.

                      O segredo para um bom relacionamento é se amar primeiro, se amar mais que tudo, daí sim amar outras pessoas. Pois se você mesmo não se ama, ou se ama apenas superficialmente, como quer que outra/s pessoa/s também te ame/m?

                      Então quando for pedir um amor ao universo, ou se caso já tenha, não peça o que você quer para você, mas sim o que você quer para os outros.

                   Deixa-me explicar… As pessoas têm o costume de pedir tudo, e isso igualmente nos relacionamentos, querem um amor verdadeiro, uma pessoa fiel, uma pessoa que seja boa, bonita, agradável, feliz, que as complete… Até ai tudo bem, mas o que elas fazem para essas pessoas? Não adianta pedir alguém fiel e você não ser, não adianta pedir alguém feliz, se você é mal educado/a e só vive de mal humor, não adianta pedir alguém de um jeito, se você é completamente de outro, ou uma pessoa perfeita, já que pessoas perfeitas não existem.

                   E quando o amor chegar, não seja ela, não faça o que ela faria, faça o que você faria. Não deixe de dar flores para alguém só porque ela não te deu, ou qualquer outra coisa, se você quer fazer algo, faça. Se ela faria o mesmo para você ou não, não diz respeito a você, só a ela. O que diz respeito a você, é você, são suas coisas, seus sentimentos. Não viva por ela, viva por você, viva fazendo o que você sente bem em fazer.

               Já pensou se você fizesse algo, só porque fazem para você também? Já as outras fizessem o mesmo? Acabaria que no final ninguém mais faria nada, sempre esperando o outro fazer primeiro.

                  Não caia na besteira de ser como a maioria das pessoas, que só dão a mesma quantidade do que recebem, que só dão amor, se receberem, que só dão carinho, se receberem, que só dão um sorriso ou um abraço, se receberem o mesmo. De o que você quiser dar, o que você sentir alegria e desejo no momento. Você é seu próprio dono, seu próprio deus. Lembre que quanto mais você é uma pessoa que só espera receber, e não de dar, mais pessoas que só querem receber e não de dar, entraram em dua vida.

Namastê

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s