A lei da atração e o Veganismo

veganismo                   Quando se fala de “Atração e Veganismo”, a primeira coisa que vem na cabeça é se uma coisa tem haver com a outra.  E tem? Sim, tem.

              Para começar, o que é Veganismo? “Veganismo é um movimento político, social e filosófico a respeito dos direitos animais. Por razões éticas, os veganos são contra a exploração dos animais. Sejam esses animais humanos ou não-humanos.

                    Sabendo-se o significado de veganismo, voltamos à parte crucial do texto, “a lei da atração e o veganismo”. E aqui estou eu para falar e confirmar o que disse anteriormente, que sim, que uma coisa está conectada a outra.

                    Não estou dizendo que não se deve comer carne ou que isso é errado, longe disso, cada um sabe o que faz de sua própria vida. Mas para quem come… Isso não é algo contraditório a “lei da atração”? Pois sabemos que a atração é o conjunto de vibrações e manifestações que enviamos para o universo, sejam elas boas ou ruins, atraindo de volta para as nossas vidas o equivalente a aquilo que enviamos. Logo, se nos saciamos com algo que foi obtido com o sofrimento de um ser, atraímos “sofrimentos” de volta. Já que não estamos numa freqüência boa, mas sim numa baixa freqüência, uma de morte e dor.

                  E engana-se quem pensa que só se alimentar de carne nos deixa em planos mais baixos aos que não comem, isso também pode ocorrer, e ocorre, graças a outras atitudes egoístas, como torturar um animalzinho, deixar-los passar fome e cede, os deixar permanecerem sujos, ver alguém os maltratando e não fazer nada para ajudá-los, usar produtos que são extraído pelo trabalho duro desses seres, como objetos pesados que são carregados pela exploração de algum deles, usar a pele deles como vestes, o couro, as penas ou os chifres, expor um animal a outro para que você se divirta com o sofrimento deles como em rinhas de galos, cachorros ou em touradas e vaquejadas, etc.

                Mas todo mundo deve parar de usar os recursos animais, humanos e não-humanos?? Não, como disse antes, todos sabem o que fazem de suas vidas. Então, a escolha de continuar fazendo ou não uma coisa, comer ou não carne, usar ou não exploração animal, é de cada um. E como já foi dito, esse “cada um”, sabe que suas escolhas terão conseqüências, sejam elas boas ou ruins, sempre dependendo do que foi enviado e vibrado para o cosmo.

                 Uma boa forma de comparar isso é através da observação, pois creio eu que todo mundo conhece um vegano, ou no mínimo um vegetariano, não é? Se sim, observe essa pessoa, veja que geralmente “a casos especiais”, os veganos ou vegetarianos, são sempre saudáveis, riem mais que as pessoas normais, estão sempre de bom humor, são gratos pela vida, praticam esportes, curtem os prazeres mundanos e sempre estão dispostos. Isso se dá ao fato de eles estarem vibrando paz e harmonia, saúde… E não vibrando morte, dor, sofrimento, exploração… Pois querendo ou não, comprar materiais, comestíveis ou não, vindos do sofrimento de uma criatura, é ser cúmplice desse sofrimento. Já que se não tiver ninguém para comprar tais coisas, ninguém irá vendê-las.

                   E como podemos evitar tais coisas ou ao menos diminuí-las? Tendo como consequência o aumento de nossas vibrações boas.

                   1 – Comer menos carne. (Não é necessário parar de comer carne por completo, mas comendo apenas dois, três dias por semana, é melhor que comer nos sete dias). Fora que o coração agradece.

               2 – Evitar o desperdício. (Quanto mais gastamos, mas recursos são necessários para nos satisfazer. Então evitar comprar coisas demais é uma boa ideia, gastar menos alimentos, não deixar que carnes se estraguem por comprar uma quantidade superior a que é consumida, não só usar coisas feitas de animais, como travesseiros de penas, estofados de couro, botas de jacaré… Além disso, um bom dinheiro da para se economizar).

                 3 – Ajudar ao próximo. (Não é pecado colocar um pouco de comida para um animalzinho de rua, ou por uma caixa para ele dormir protegido da chuva e do sol… Também não é pecado pagar um veterinário caso encontre um animalzinho ferido ou doente.) Garanto que todo dinheiro investido retornará em dobro.

                 4 – Controlar a vaidade. (Para que comprar um gatinho ou um cachorrinho com preços absurdos se podemos adotar um que não tem casa? Existem tantos em abrigos e até mesmo nas ruas. Porque festejar em churrascarias, se podemos comer uma outra coisa?  Tantas e tantas pessoas compartilham suas fotos nesses lugares comendo pratos enormes de carne e todos orgulhosos… Nem se dão conta que tal felicidade é graças a morte de um ser vivo, felicidade pela destruição de um a vida).

               5 – Iniciativa. (Quem se dedica aos seres igualmente, sem escolher qual é o melhor ou o mais inteligente, sabe que as graças recebidas são imensas, tanto espirituais, quanto em qualquer outra área da vida, mas como ajudar-los? Primeiro, não é obrigação de ninguém fazer nada, tudo tem que ser de vontade e prazer próprio, pois se não for assim, é melhor não fazer nada. E para quem curte ajudar, existem várias formas de fazer isso como as já comentadas, doar dinheiro para tais propósitos, dar de comer e de beber aos sem abrigos, juntar vários amigos com os mesmos desejos e  montarem um mutirão de esterilização para evitar o aumento de animais de ruas, não pagar para ver animais enjaulados e sofrendo agressões, denunciar maus tratos…).

              E por fim, sempre manter o respeito a todos os tipos de criaturas, pois bondade atrai bondade.  Não é porque você se alimenta ou usa algo de uma criatura, que tais coisas têm que ser obtidas através de crueldade, existem maneiras “menos” horríveis. E para quem não gosta de animais, já ajuda não maltrata-los, pois não gostar dos mesmo, não é sinal de ser uma pessoa ruim.

 E lembrem-se, uma vaca ou um inseto, não é inferior a um humano ou a um gatinho bonitinho.

Anúncios

Um comentário em “A lei da atração e o Veganismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s